sexta-feira, 7 de abril de 2017

Doria diz que avaliou mal a questão dos grafites da Avenida 23 de Maio

Em entrevista à GloboNews, prefeito de São Paulo disse que deveria ter feito trabalho junto com grafiteiros. Ele anunciou o recapeamento da Av. Paulista e reafirmou que Alckmin é seu candidato para 2018.

Fonte: Globo São Paulo 

O prefeito João Doria (PSDB) disse em entrevista ao jornalista Mario Sérgio Conti, no programa Diálogos, da GloboNews, que não avaliou bem a relação entre grafiteiros e muralistas com pichadores da Avenida 23 de Maio. A gestão Doria apagou vários grafites dos muros da avenida alegando que eles estavam pichados. 

"Quando determinamos a recuperação da 23 de maio não avaliamos bem a relação dos pichadores com grafiteiros e muralistas. Grafiteiros já foram pichadores. Pichadores são agressores. Não sabíamos quão próxima era essa relação. Pichadores ameaçam os grafiteiros, porque a arte dos grafiteiros é arte de rua." 

Prefeito João Doria pinta muro que receberá grafites na Avenida 23 de Maio (Foto: Paula Paiva)

"Deveriamos ter avaliado melhor como fazer aquilo", disse Doria. "Deveríamos ter fotografado as artes que estavam pichadas e com eles ter feito o trabalho e não à revelia ainda que as obras estavam pichadas. Avaliamos mal", destacou o prefeito, lembrando que oito painéis continuam no local. "Todo aprendizado exige um pouco de dor." 

Doria disse ainda que vai promover a partir de 2 de maio um programa de recapeamento das vias da cidade e que conseguiu com empresas que fazem este serviço um trabalho de asfaltamento de 200 mil m² de vias. "Vão asfaltar a Avenida Paulista inteira", afirmou. "São Paulo tem um desastre nas ruas e avenidas, uma das mais esburacadas do Brasil, o asfalto parece um tabuleiro da baiana." 

O prefeito disse ainda que até 30 de abril as empresas que participam das ações de zeladoria do Programa Cidade Linda vão fazer os trabalhos sem custos à Prefeitura. "Conseguimos mais de R$ 256 milhões de contribuições gratuitas à cidade de São Paulo." 

Sobre ter o nome cotado para as eleições presidenciais de 2018, Doria reafirmou que seu candidato à Presidência é o governador Geraldo Alckmin. "Tenho por dever lealdade ao governador Geraldo Alckmin", declarou. "Alckmin e Fernando Henrique Cardoso me disseram que a vida na política não é você que determina, é o povo. São as circunstâncias populares. Neste momento, o meu candidato é o Geraldo Alckmin."
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário