sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Leila Pereira rebate acusações e recebe presentes da Mancha para o Carnaval


Proprietária da Crefisa ao lado do marido José Roberto Lamacchia, Leila Pereira lançou na última quarta-feira a candidatura a um posto no Conselho Deliberativo do Palmeiras. Durante o evento, a empresária aproveitou para responder sobre as acusações de opositores e receber apoiadores, como a escola de samba Mancha Verde, braço de uma organizada do clube.

Em entrevista concedida durante o jantar, Leila Pereira rebateu o grupo de sócios responsáveis pela tentativa de impugnação da candidatura. O Blog do Ohatarevelou a história na última segunda-feira.

Presidente da Mancha entregou uma réplica gigante da taça de campeão brasileiro

"Sou sócia desde 1996. Não sei de onde tiraram que esse problema ocorreu. Isso está sendo tratado administrativamente pelo Palmeiras. Como sou sócia desde 2015 se votei no Maurício Galiotte na última eleição?", declarou a empresária, sem almejar voos mais altos dentro da política palmeirense neste momento.

"Penso em ser conselheira. Amo o Palmeiras. Preciso continuar ajudando o clube como ajudamos nos últimos dois anos. Sinto-me um pouquinho responsável por tudo que vem acontecendo com o Palmeiras. Espero que os sócios acreditem no nosso projeto", acrescentou.

Apesar de aproveitar para rebater opositores, Leila Pereira dedicou a noite a quem a apoia. A festa realizada em um hotel localizado no centro de São Paulo contou com a presença de conselheiros, celebridades como Otávio Mesquita e membros da diretoria da escola de samba Mancha Verde.

A agremiação, inclusive, aproveitou a oportunidade para presentear o casal proprietário da Crefisa. Os principais patrocinadores palmeirenses, que cederam R$ 1,3 milhão à Mancha Verde (via Lei Rouanet) para o desfile do Carnaval 2017, como revelou o UOL Esporte na última quarta, ganharam um camarote para assistirem aos desfiles no Anhembi.

Ainda na noite desta quarta-feira, o presidente da escola, Paulo Serdan, realizou um discurso e presenteou Leila Pereira e José Roberto Lamacchia com uma réplica da taça do Campeonato Brasileiro e uma bandeira da agremiação com a estampa da patrocinadora.

Leila, antes de receber os agrados da escola de samba, minimizou o incentivo à Mancha Verde para os desfiles deste ano. "Por que esta polêmica toda? Foi um projeto aprovado pelo Ministério da Cultura e apresentado para nós", declarou a proprietária da Crefisa.

"A Crefisa não incentiva só o Carnaval. Somos os maiores incentivadores do GRAAC. Os setores de dermatologia e transplante de rins do Hospital das Clínicas estão sendo reformados inteiros pela Crefisa. (...) Como descobriram da escola de samba, poderiam descobrir do projeto Tigrinho (ABC) e do Graac...", completou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário