sábado, 4 de fevereiro de 2017

Lei que presenteia telefônicas com patrimônio pode ser sancionada a qualquer momento

O Senado enfrenta o Supremo Tribunal Federal e não retira do Executivo o projeto que altera a lei das telecomunicações. O presidente Michel Temer, tem até o dia 20 de fevereiro para decidir o que fazer para impedir o escândalo das Teles. O texto prevê a anistia de multas de quase R$ 20 bilhões que as operadoras receberam por falhas na prestação de serviço e doação do patrimônio de mais R$ 80 bilhões relativo à telefonia, como redes de cabos, torres e até imóveis.


Nenhum comentário:

Postar um comentário