quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Briga termina em morte no Jardim Boa Esperança em Hortolândia

Mulher que traficava no local foi repreendida por moradores, em seguida ela atirou em todos. Logo depois foi encontrada pela policia desacordada e com sinais de espancamento.


No último domingo (19), por volta das 21h, uma mulher de 34 anos, foi presa em Hortolândia após atirar em duas pessoas da mesma família. O homem morreu e a mulher permanece internada. O crime aconteceu na Rua Canários, no Jardim Boa Esperança. Os policias militares da Força Tática receberam denúncia sobre a ocorrência de disparo de arma de fogo no bairro, mas quando chegaram até o local, a mulher já havia fugido e as vítimas já tinham sido socorridas e encaminhadas ao Hospital Municipal Mário Covas.

De acordo com o boletim de ocorrência, o funileiro A M V, de 27 anos, sua esposa, a cobradora J.A.S, de 41 anos, o filho do casal de 3 anos, e sua cunhada, a funcionária pública V.T.A, de 45 anos, estavam reunidos em frente à casa da família, quando a autônoma V A O, que estava em um veículo Astra cinza, desceu do carro e entregou um pacote com drogas para um adolescente.

Pelo fato de terem várias crianças próximas no momento, de acordo com a cobradora, sua irmã chamou a atenção da mulher, pedindo para que não ficasse traficando por ali. Vanessa então iniciou uma discussão com a família. Em meio à briga, ela voltou até o carro, pegou um revólver, e disparou contra a funcionária pública, que foi atingia no rosto. Depois, a autônoma teria disparado na direção da cobradora, mas como ela segurava seu filho de 3 anos no colo, o marido entrou na frente, na tentativa de defende-la, e acabou sendo atingido no abdômen. A mulher voltou para o carro e fugiu.

As vítimas chegaram a ser socorridas pelo Samu, mas o funileiro não resistiu aos ferimentos e morreu logo após dar entrada no hospital. A cunhada dele permaneceu internada para fazer uma cirurgia.

Quando chegaram ao endereço, os policiais conseguiram identificar Vanessa e foram até a casa dela e encontraram o portão da residência aberto. Os policiais entraram na casa em busca da mulher, mas ninguém foi localizado. Dentro de um dos quartos, no entanto, foi encontrada uma porção de cocaína e a quantia de R$1.751 em dinheiro, além de uma cardeneta contendo anotações de possíveis contabilidade de tráfico de drogas.

Vanessa foi localizada minutos depois, dentro do carro dela, desmaiada e com ferimentos nas mãos, nos braços e na região do peito. No veículo foi encontrado o revólver calibre 38 que ela usou para matar o funileiro, um telefone celular e um pedaço de madeira com várias manchas de sangue. A suspeita é de que ela tenha sido agredida por moradores do bairro que presenciaram o crime.

A mulher foi levada ao hospital, recebeu cuidados médicos e depois foi presa em flagrante por homicídio, tentativa de homicídio e tráfico de drogas, e encaminhada para Cadeia Feminina de Monte Mor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário