quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Gilberto Gil consegue liminar judicial contra o Facebook


O cantor Gilberto Gil conseguiu na última sexta-feira (23) uma liminar na Justiça que obriga a rede social Facebook e os portais informativos Rede Pensa Brasil e Folha Digital a retirarem do ar links com uma falsa entrevista sua. Divulgado no início do ano, o texto incluía supostas declarações de Gil contra o juiz Sérgio Moro e a Operação Lava Jato.

Gilberto-Gil-Fernando Frazão_AgBrasil

De acordo com o jornal “Folha de S.Paulo”, a sentença emitida pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro também obriga o Facebook a fornecer informações a respeito de Hernandes dos Reis, usuário da rede que compartilhou a falsa entrevista acompanhada de comentários pessoais racistas – ele se referiu a Gil como “macaco filho da puta”.

O cantor e seus advogados pretendem processar Hernandes por injúria racial. Em conversa com a mesma publicação, Hernandes dos Reis negou ser o autor dos comentários depreciativos contra Gilberto Gil e afirmou desconfiar que as publicações em questão tenham sido obras de um hacker.

Por meio de sua assessoria de imprensa, o Facebook afirmou que não vai se pronunciar sobre o assunto. A Folha Digital e a Rede Pensa Brasil também não comentou o caso até agora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário