segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Com recurso Eleitoral, Prefeito e vice de Nova Odessa são diplomados

Vereadores também receberam diplomação.


A partir de um recurso eleitoral, o prefeito Benjamim Bill Vieira de Souza (PSDB), e o seu vice, Oscar Berggren Neto, conseguiram ser diplomados. A diplomação deles e dos nove vereadores eleitos na cidade, ocorreu na última segunda-feira (19), e foi marcada pelo discurso em tom de ‘rancor’ do prefeito, provavelmente, direcionado ao juiz Gabriel Baldi de Oliveira, quem indeferiu a candidatura de Bill por abuso de meio de comunicação social. O juiz foi quem conduziu a cerimônia de diplomação, que foi realizada no Plenário da Câmara Municipal. Com esta formalidade, os políticos já estão habilitados para tomarem posse no dia 1º de janeiro e governar a cidade entre 2017 e 2020.

Divulgação

O prefeito, em seu discurso, disse que nunca foi alvo de ações da Justiça por corrupção e durante a sua fala pediu para que sua esposa e seus filhos se levantassem para que, segundo ele, os adversários saibam que ele tem uma família. “(…) O adversário antes de se levantar precisa conhecer nossa família. (…) Eu estive aqui há quatro anos atrás e disse que não envergonharia vocês por qualquer coisa errada e, de fato, não envergonhei. Terminamos o nosso mandato, mesmo com a crise, com todas as unidades de saúde funcionando e com o salário dos servidores em ordem”, disse Bill.

Na última sexta-feira (16), o prefeito reeleito protocolou um pedido para que o processo seja julgado pelo TER-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo). Com isso, até que o recurso seja julgado, o prefeito pode tomar posse e se manter no cargo. O processo deve ser julgado depois do dia 09 de janeiro, quando a justiça retorna do recesso de final de ano.

O prefeito é acusado de, no dia da eleição, ter concedido uma entrevista à rádio Paraíso FM, emissora do município, em frente à Escola Municipal Dante Gazzetta, localizada no Centro de Nova Odessa, e segundo depoimentos de testemunhas ouvidas pelo magistrado, a entrevista era reproduzida em tempo real em um carro de som. Essa ação, interpretada como uma espécie de ‘comício’, na visão do juiz, teria possibilitado que Bill obtivesse vantagem na disputa do pleito. “Bill e seu vice agiram com abuso no uso de meio de comunicação social (rádio), praticando ato grave que tem potencial para influir no pleito, dado o seu amplo alcance”, cita a decisão de Baldi. “O requerido se aproveitou da entrevista realizada para enaltecer sua candidatura, o fazendo em frente a um local de votação com considerável número de eleitores”, continua o magistrado. “Em uma cidade como Nova Odessa, que conta com apenas 44.016 eleitores, o ato acabou por ter grande potencialidade de influir no resultado pleito, pois permitiu que a fala do representado Bill alcançasse um grande número de pessoas”, completou o juiz.

Bill disse aos meios de comunicação social, após à cerimônia de diplomação, que considera injusta a decisão que indeferiu sua candidatura, “já que não é proibido conceder entrevistas no dia da eleição”. “Eu sempre atendi a imprensa e eu não ia deixar de fazer. Agora, o carro que estava reproduzindo a entrevista, não era meu, era da rádio. Eu não tinha a obrigação de ficar fiscalizando quem estava fazendo coisas erradas no dia da eleição, quem tem essa obrigação é a Justiça, mas já está tudo bem, prova disso, é que estou sendo diplomado hoje e tomarei posse no dia primeiro”, contestou.

Bill justificou ainda que a entrevista não influenciou na resultado das urnas, já que a eleição já estava decidida. O prefeito foi reeleito com ??? dos votos.

Vereadores

Para a próxima Legislatura da Câmara, foram diplomados como vereadores Antônio Alves Teixeira, o Professor Antonio (PT); Avelino Xavier Alves, o Poneis (PSDB); Carla Furini de Lucena (PSDB); Cláudio José Schooder, o Leitinho (PV); Elvis Ricardo Mauricio Garcia, o Pelé (PSB); Sebastião Gomes dos Santos, o Tiãozinho do Klavin (PMDB); Tiago Lobo (PCdoB) e Vagner Barilon (PSDB). A única que não recebeu o diploma foi a vereadora eleita Carolina de Oliveira Moura e Rameh (PTN), que não compareceu ao evento. Os diplomas dela e dos suplentes ficarão à disposição dos mesmos no Cartório Eleitoral de Nova Odessa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário