quarta-feira, 16 de novembro de 2016

MTE suspende serviço de coleta de lixo em Campinas


O Ministério do Trabalho e Emprego determinou a suspensão da coleta de lixo em Campinas por tempo indeterminado.  A medida foi tomada depois de uma fiscalização do órgão que constatou várias irregularidades na atividade dos trabalhadores como risco de queda e atropelamento aos funcionários que trabalham dentro dos caminhões.

De acordo com o Ministério o principal problema é no transporte dos coletores. O órgão informou que, durante a coleta, os funcionários seguram em uma barra de ferro e podem se soltar em caso de freada brusca.

Já durante o trajeto, os prestadores de serviços também ficam muito próximos à prensa que compacta o lixo e estão sujeitos a serem esmagados e sofrer fraturas.

As atividades são deverão ser retomadas depois que a empresa responsável pelo serviço, o Consórcio Renova Ambiental, fizer  as adequações necessárias. Agora à tarde representantes do consórcio vão se reunir com fiscais do Ministério do Trabalho e Emprego na tentativa de reverter a decisão. A empresa foi procurada pela reportagem mão não tivemos retorno.

A prefeitura informou que o serviço é de responsabilidade do consórcio mas que a coleta manual corresponde apenas a 12% de todo o serviço.

Em Campinas são coletadas, diariamente, mais de 1,5 mil toneladas de lixo doméstico por dia. Pelo serviço, a Prefeitura tem um contrato com a empresa no valor de R$ 91 milhões e que foi aditado em R$ 8,8 milhões no mês passado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário