quarta-feira, 2 de novembro de 2016

MPE abre inquérito contra prefeito de Campinas

Jonas teria usado carro oficial e estacionado em local proibido próximo ao estádio do Palmeiras em SP, caso pode ser enquadrado como improbidade administrativa.


O MPE (Ministério Público Estadual) instaurou um inquérito civil para investigar possível improbidade administrativa praticada pelo prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB).
O chefe do Executivo será investigado por uso de carro oficial da prefeitura, um Toyota Corola com placa 001, flagrado no dia 12 de outubro estacionado em local proibido ao lado do Estádio Allianz Parque, em São Paulo, onde acontecia show do tenor italiano Andrea Bocelli.
A Promotoria de Campinas já havia solicitado ao prefeito esclarecimentos sobre o uso do veículo. Para o órgão, o Diretor Executivo do gabinete de Jonas informou que o carro era ocupado pela escolta pessoal do prefeito, que "teria ido ao show com seu carro particular". No texto do inquérito, consta a resposta do diretor que disse que a escolta é formada por guardas municipais e que "por 'questões de segurança' não haveria ficha de controle de tráfego daquele veículo".
A promotora de Justiça Cristiane Corrêa de Souza Hillal abriu o inquérito baseado na Lei de Improbidade Administrativa, que considera crime "utilizar, em obra ou serviço particulares, veículos, máquinas, equipamentos ou material de qualquer natureza (...) bem como o trabalho de servidores públicos".
O inquérito foi instaurado no dia 27 e solicita que Jonas compareça à Promotoria de Justiça com os guardas que compunham a escolta do dia 12 de outubro para prestarem depoimentos.
O prefeito também deve apresentar dados do veículo pessoal, esclarecer se pagou pedágio, informar dia e hora que foi e voltou de São Paulo e levar cópia do ato normativo que o autoriza a ter escolta de servidores públicos "para seus momentos de lazer" e que o autorizou a fazer uso do veículo oficial.
A Promotoria ainda pede informações se há outros servidores autorizados a não preencherem ficha de controle de tráfego dos veículos oficiais.
A assessoria de imprensa da Prefeitura de Campinas foi procurada pela reportagem do TODODIA por e-mail e telefone, ontem à noite, mas não obteve resposta.
Anteontem outro veículo usado por Jonas foi flagrado estacionado em local proibido no Centro de Jaguariúna. Jonas acompanha a comitiva do governador Geraldo Alckmin (PSDB) e o prefeito de Jaguariúna, Tarcísio Chivegatto (PTB), e o carro permaneceu estacionado no local proibido por 30 minutos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário