domingo, 23 de outubro de 2016

Presidente do Flamengo admite gol irregular e não joga toalha por título


Crítico da arbitragem do Campeonato Brasileiro, o presidente Eduardo Bandeira de Mello admitiu o erro a favor do Flamengo no empate por 2 a 2 com o Corinthians, neste domingo (23), no Maracanã. O atacante Paolo Guerrero fez um gol em impedimento no primeiro tempo. A irregularidade não foi assinalada pela arbitragem e teve interferência no resultado final.

Questionado sobre o lance, o mandatário disse não o ter revisto e ressaltou a primeira vez em que o Flamengo foi favorecido na competição.

"Não tem sido tanto a favor no caso do Flamengo [erros de arbitragem]. Não revi o lance, mas acredito na avaliação de vocês [imprensa]. Se o gol realmente estava impedido, reconhecemos e terá sido o primeiro caso de um erro de arbitragem que nos favorece em 32 rodadas", afirmou

A diferença para o Palmeiras na tabela aumentou (67 a 61) e restam seis rodadas para o encerramento do Brasileirão. Ainda assim, Bandeira de Mello disse confiar na conquista do heptacampeonato.

"É um final difícil. Precisamos nos superar e dar o máximo para fazer o melhor", disse, respondendo na sequência sobre as qualidades do time para chegar ao título. "Isso aqui é Flamengo. Não preciso dizer mais", encerrou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário