segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Corpo de jovem morta pelo namorado policial militar é enterrado

O assassinato da jovem aconteceu durante um churrasco de formatura no interior de SP.


Foi enterrado o corpo da universitária de 22 anos que foi morta pelo namorado, um policial militar, durante um churrasco de formatura em São José dos Campos, interior de São Paulo.

O policial militar Wellington Aparecido Landim, de 23 anos, matou a namorada Mariana Angélica Fidélis Damasceno, de 22, depois de uma discussão. Tudo aconteceu durante um churrasco em uma chácara em São José dos Campos.

Eles estavam comemorando que Mariana se formaria esse ano na faculdade de direito, mas o casal se desentendeu por ciúme.

Os dois estavam juntos há três anos. No velório, a família e os amigos preferiram não falar com a imprensa. O corpo da estudante de direito foi enterrado na mesma cidade onde o crime aconteceu.

Já o corpo do policial militar foi levado para a cidade de Arantina, Minas Gerais, onde os pais dele moram. A arma usada no crime foi uma pistola ponto 40.

Mariana tinha planos para o próximo ano: sonhava em terminar a faculdade e abrir o próprio escritório de advocacia. O pai dela também era policial da cidade. Testemunhas já foram ouvidas pela polícia. A pistola usada no crime foi apreendida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário